Nesta quarta-feira, dia 09 de maio, os alunos do curso de Psicologia realizaram uma visita técnica no Museu da Loucura, em Barbacena – MG, uma instituição vinculada à Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais – FHEMIG, local onde funcionou o Hospital Colônia, que abrigou muitos doentes mentais.

A visita, que contou com a participação de 36 alunos acompanhados pelo professor Sirlon Martins da Silva, a visita em maio foi para que os alunos do curso de Psicologia pudessem comemorar o dia da Luta Antimanicomial, que acontece em todo o Brasil no dia 18 de maio. A Luta Antimanicomial é um movimento de usuários, familiares e profissionais da saúde mental, que que desde a década de 80 tem caminhado junto com o movimento da Reforma Psiquiátrica brasileira. O movimento da Reforma Psiquiátrica e da Luta Antimanicomial defendem principalmente o tratamento em serviços de saúde abertos do tipo CAPS e o fechamento de leitos em hospitais psiquiátricos.

Estar no Museu da Loucura possibilitou refletir sobre o desumano quadro que os manicômios e as situações desumanas em que os doentes mentais hospitalizados viviam antes da Reforma Psiquiátrica. A possibilidade de vivências no museu da loucura inspira um constante grito: “Por uma sociedade sem manicômio! ”